AUDITÓRIO MUNICIPAL DE BAIÃO ACOLHE WORKSHOP “A CONVERSAR PODEMOS ELIMINAR A VIOLÊNCIA”

0
351

O Auditório Municipal de Baião acolhe hoje o 10.º workshop “A conversar podemos eliminar a violência”, promovido pela Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa (CIM-TS), no âmbito da Unidas – Rede Intermunicipal de Apoio à Vítima do Douro, Tâmega e Sousa.

 

Durante a tarde, técnicos de várias entidades do concelho de Baião e da região estão reunidos para debater a “Violência Doméstica contra idosos: Realidade e Soluções”.

Abriu a sessão o presidente da Câmara Municipal de Baião, Paulo Pereira, lembrando que “o foco da atividade autárquica é a qualidade de vidas das pessoas”.

“As obras são importantes, mas só o são na medida que existem para servir as pessoas”, vincou.

O autarca elencou um conjunto de respostas sociais que a Câmara de Baião tem, como é exemplo a Linha Amiga e a Unidade Móvel de Saúde. Paulo Pereira falou, ainda, da importância dos centros de relação comunitária, espalhados por várias freguesias, e que dão apoio à população mais idosa.

De acordo com o presidente da Câmara de Baião “tem-se feito muito, mas ainda é necessário fazer mais”, aludindo para o Plano Municipal para a Igualdade e Não Discriminação que irá ser discutido, “em breve”, em reunião de câmara e, posteriormente, em assembleia municipal.

Seguiu-se o painel de intervenções, sobretudo, dirigidas aos membros das redes especializadas municipais que integram a Rede Unidas.

O workshop tem como objetivo dotar os técnicos de ferramentas e boas práticas na intervenção com vítimas idosas de violência doméstica, preconizando premissas e orientações que os possam apoiar nas suas práticas profissionais.

A sessão será encerrada pelo vice-presidente da Câmara de Baião, Filipe Fonseca, seguindo-se a inauguração da exposição “Degraus para a Igualdade”, que se encontra patente no Auditório Municipal.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

2 × three =