DIA DA USF DE BAIÃO DEDICADO À COMUNIDADE LGBTQIA+

0
381

A Unidade de Saúde Familiar (USF) de Baião promoveu, no dia 21, no Auditório Municipal de Baião, o “Dia da USF”, assinalando 11 anos da sua atividade.

 

O evento, que registou mais de uma centena de participantes, contou com uma palestra, com o tema “LGBTQIA+ empatia – preconceito”, que juntou um conjunto de profissionais de diferentes áreas a debater a inclusão de pessoas de diversas orientações sexuais e identidades de gênero.

A sessão de abertura contou com a presença do vereador da Câmara de Baião, José Lima Soares, Teresa Moreno, diretora do ACES, Cristiana Ribeiro, médica de família e coordenadora da USF de Baião, Alexandre Areosa, em representação do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS), e Carlos Alberto Carvalho, diretor do Agrupamento de Escolas de Vale de Ovil.

Durante o dia, foram apresentados vários testemunhos de médicos, professores e relatos de pessoas transgénero sobre as dificuldades e as vitórias alcançadas ao longo dos tempos.

A palestra teve quatro painéis, com as intervenções de profissionais de saúde da USF de Baião, do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa, do Hospital Psiquiátrico Magalhães Lemos e do Hospital de Braga. Participaram, ainda, pessoas ligadas a entidades que dão apoio a pessoas transgénero.

Seguiu-se um momento de dança, com a Academia de Dança Liliana Castro a subir ao placo do Auditório Municipal de Baião.

O evento contou com a apresentação de trabalhos alusivos ao tema em discussão, realizados por profissionais de saúde de várias unidades de saúde familiar da região.

A sessão encerrou com a intervenção de Carlos Azevedo, escritor e ex-coordenador do Centro de Saúde de Baião, que proporcionou aos presentes um momento de literatura.

 

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

thirteen + 2 =