INAUGURADO HOJE NOVO CENTRO DE VACINAÇÃO NO PAVILHÃO MULTIUSOS DE BAIÃO

0
415

Desde hoje, dia 5, que o Pavilhão Multiusos de Baião, acolhe o novo Centro de Vacinação contra a Covid-19.

Esta estrutura foi montada e preparada pela Autarquia de Baião, em articulação com o Agrupamento de Centros de Saúde do Tâmega I – Baixo Tâmega (ACES), com a Autoridade de Saúde Local e com a Coordenação Municipal de Proteção Civil.

A inauguração contou, entre outros, com a presença de Paulo Pereira, presidente da Câmara Municipal de Baião, com a Diretora Executiva do Agrupamento de Centros de Saúde, Teresa Maria de Jesus Martins Moreno, a Autoridade de Saúde de Baião, Gabriela Saldanha, do Coordenador Municipal da Proteção Civil, José Manuel Ribeiro.

Neste espaço vai ser possível a administração de cerca de 2.500 vacinas semanais, permitindo acelerar a vacinação e ter a população vacinada em maior número o mais brevemente possível.

Os profissionais de saúde vão poder contar com quatro postos de vacinação, um posto de observação médica e um espaço de preparação das vacinas, além de um espaço de receção, uma área para os utentes aguardarem, uma zona de recobro pós-vacinação e ainda um local para os acompanhantes.

Em declarações à imprensa, o presidente da Câmara, Paulo Pereira, salientou estar muito contente por poder associar-se, mais uma vez, na resposta de qualidade que a autarquia está a dar aos cidadãos baionenses, no que diz respeito à pandemia da Covid-19. Elogiou a boa articulação que designou, de muito frutuosa, nomeadamente com o ACES do Tâmega I, Baixo Tâmega, mas também com a ARS Norte “indo muitas vezes além daquilo que são as nossas atribuições e competências mas, como digo, garantindo uma resposta de qualidade”.

O autarca lembrou que desde o início da vacinação, montaram a estrutura junto ao Centro de Saúde de Baião e agora acabaram de montar a nova estrutura que entrou hoje em funcionamento mo Pavilhão Multiusos “fico muito satisfeito por estarmos aqui a inaugurar, digamos assim, outras instalações porque em função daquilo a que veio a ser a disponibilização de maior quantidade de vacinas e no sentido de chegar o mais rapidamente possível a toda a população no sentido de que possamos eventualmente ir para um, nível de vacinação, que pode chegar às 2.500 vacinas por semana o que quer dizer que assim sendo mais rapidamente a nossa população estará vacinada e melhor preparada para enfrentar esta pandemia”, afirmou Paulo Pereira.

Falamos com a Diretora Executiva do ACES, Teresa Martins Moreno, que começou por agradecer a excelente colaboração que a Câmara lhes tem dado neste contexto particularmente complicado “complexo porque efetivamente vamos iniciar agora uma fase de vacinação em massa, pelo que temos de ter condições de segurança, condições de conforto, condições higiénicas para realmente termos a nossa população condignamente instalada para este ato, nomeadamente o período pós-vacinal que requer sempre algum cuidado”. Referindo-se aos profissionais de Saúde “temos uma equipa multidisciplinar composta, por médicos, enfermeiros e outros profissionais, bem preparados para agir numa situação que possa ocorrer eventualmente, por exemplo, um choque anafilático ou qualquer outra situação”. Acrescentou que foi tudo calculado, que as instalações “são fantásticas, posso mesmo adiantar que as condições são excelentes tendo em conta a forma como tudo está organizado, o espaço mesmo esta possibilidade das pessoas estarem organizadas, saberem quando são chamadas, isto é excelente”.

Por último adiantou, contar que em Baião, a meta dos 70% de pessoas vacinadas, seja atingida em fins de julho, princípio de agosto.

A terminar falamos com, Gabriela Saldanha, Autoridade de Saúde de Baião, que aproveitou para passar uma mensagem muito importante “Não descurar os Cuidados. Vacinar mas manter os Cuidados, sempre”, foi assim que a responsável pela saúde local iniciou a sua conversa, afirmando que é muito importante que as pessoas sejam vacinadas, mas que têm de continuar a ter cuidado, porque a primeira dose da vacina poderá dar alguma proteção mas não dá total. A segunda dose dá uma proteção grande mas existem as variantes e portanto todos têm de ter alguns cuidados “desconfinar sim, mas com segurança e mantendo as regras preconizadas pela DGS, o uso de máscara não podemos facilitar, cuidados às refeições e nos transportes”.

No tocante às instalações, disse “são fantásticas, acho que têm muito mais segurança. Como vamos aumentar a capacidade de vacinação para toda a população, assim há maior garantia de segurança e dá proteção aos utentes e profissionais, garantindo que podemos massificar e poder vacinar mais gente”, concluiu.

O centro de vacinação, vai funcionar entre as 8h00 e as 20h00.

Apela-se aos utentes que cumpram a hora de marcação, evitando chegar antes ou depois de hora.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

eighteen − 17 =