MESÃO FRIO: AUTARCA DEFENDE LIGAÇÃO A DUAS AUTOESTRADAS PARA DESENCRAVAR O CONCELHO

0
695

O presidente da Câmara de Mesão Frio, Paulo Silva, defendeu hoje a ligação às autoestradas A4 e A24, para desencravar o concelho, “que continua com estradas que não mudam de fisionomia há anos”.

 

O autarca falava na abertura da conferência “Crescimento e Sustentabilidade de Mesão Frio”, que está a decorrer no Auditório Municipal.

Paulo Silva abordou algumas das dificuldades e oportunidades do concelho, sublinhando que “as duas ligações iriam permitir aproximar o concelho dos grandes centros, como o Porto, trazendo mais pessoas a habitar em Mesão Frio”.

Aos presentes, o edil de Mesão Frio falou sobre as potencialidades do concelho, que conta atualmente com cerca de 40 empresas ligadas à hotelaria e que tem projetados novos investimentos.

“Queremos criar as melhores condições para os investidores e estamos cientes de que temos uma grande lacuna, que é a restauração”, frisou o autarca, avançando que “a câmara municipal vai continuar a apostar na promoção do concelho e na criação de mais respostas turísticas”.

“Por isso”, continuou, “apostem na restauração que vão ganhar com isso”, não esquecendo o setor da vinha e do vinho, um dos principais setores de atividade do concelho.

O presidente da Câmara de Mesão Frio salientou, ainda, a dificuldade na habitação, anunciando que, através da estratégia local de habitação, irão ser criadas 56 novas habitações.

Paulo Silva terminou a sua intervenção, dizendo que “investir e progredir é o lema”. “Queremos transformar as dificuldades em oportunidades de negócio”, assegurou.

A conferência está a ser realizada pelo Município de Mesão Frio, em parceria com o grupo editorial especializado em Economia e Gestão, “Vida Económica”, e conta com um conjunto de oradores para falar do tema.

Participam no evento o presidente da direção da Adega Cooperativa de Mesão Frio, Pedro Pires, a diretora da Quinta da Barca, Justina Teixeira, o administrador da Quinta de São Bernardo, Diogo Monteiro, e a diretora da Quinta da Pacheca, Sandra Dias.

Encerra o evento o presidente da Associação Círculo de Estudos do Centralismo, Sebastião Feyo.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

4 × 4 =