MESÃO FRIO REPRESENTADO EM EXPOSIÇÃO NO MUSEU DO DOURO

0
270

O Museu do Douro tem patente a exposição “Práticas Cinegéticas no Douro”, que retrata a atividade da caça em todo o território da região demarcada, dando relevo a passagens de escritores durienses, dos quais se destaca o mesão-friense Domingos Monteiro, caçador, admirador e conhecedor da natureza.

 

A mostra faz referência a um excerto da obra “O Primeiro Crime de Simão Bolandas”. A exposição faz também alusão à Memória Paroquial da freguesia de Vila Marim e, ainda, à montaria ao javali, no concelho de Mesão Frio.

O projeto “Práticas Cinegéticas no Douro”, que está patente na sala de exposições temporárias até dia 11 de setembro, estabelece uma relação entre práticas cinegéticas desde a pré-história, recursos naturais, gastronomia, processos de caça e espécies cinegéticas, numa perspetiva de conservação da biodiversidade e das memórias associadas à caça na região, perpetuando o vínculo que o homem estabeleceu com o território.

 

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

two × one =